Trabalhar para a Toyota faz bem pra Saúde?

Publicado: outubro 18, 2010 em Toyota

Trabalhar para a Toyota pode fazer bem para a saúde. Saiba mais…

(Automotive News – Japão, 14 de Outubro 2010) De acordo com Hans Greimel do Automotive News, índices de obesidade e número de  fumantes diminuíram entre trabalhadores da Toyota nos últimos quatro anos.

Na Toyota no ano passado, 36 por cento da força de trabalho ascendeu um cigarro. Diminui, se comparado aos 42 por cento em 2006. Ainda no mesmo período, o número de trabalhadores com índice de massa corporal acima de 24.2 (uma medida que indica obesidade) caiu de 28,5 por cento em 2006 para 24.7 por cento em 2009. Esses são apenas dois resultados do Relatório de Sustentabilidade da Toyota liberado em 2010, o qual destaca os esforços da montadora em ser responsável socialmente e e relação ao meio ambiente.

A Toyota atribui os resultados a campanhas limitando o uso do cigarro e junk food, e afirma promover exercícios físicos no trabalho este ano. Quem visita a fábrica de Engenharia e Manufatura global em Toyota City na hora do almoço pode pensar que está no meio de uma maratona, pois as calçadas estão sempre movimentadas com trabalhadores malhando.

O relatório também tem outras surpresas, como o ar-condicionado a base de neve, e a surpresa a respeito do impacto ambiental que o processo de fabricação do modelo híbrido Prius causa.  Na fabrica da Toyota em Hokkaido, onde o inverno é bastante rigoroso, a empresa armazena toneladas de neve no inverno para ser usada no verão no ar condicionado a base de neve. Em 2009, a empresa armazenou 3,3 toneladas de neve que caiu ao redor dos edifícios durante o inverno e cobriu com uma camada espessa de pedaços de madeira formando um cobertor de isolamento, preservando assim a neve até o verão, quando o sistema de ventilação do ar condicionado drena o ar proveniente do banco de neve, baixando a temperatura interna. A Toyota afirma que diminuiu a emissão de carbonos em 10 toneladas se comparado a um ar condicionado tradicional, e ainda economizou US$12mil na conta do ar condicionado.

O outro estudo feito pela Toyota é a respeito da tecnologia de carros Híbridos e o impacto que o modelo causa no meio ambiente durante o processo de fabricação. Sem nenhuma surpresa o Toyota Prius, modelo híbrido da montadora, é melhor se comparado a média dos concorrentes em emissões de dióxido de carbono, óxidos de nitrogênio, e óxidos de enxofre, mas é pior que a média na emissões de hidrocarbonetos não-metano e partículas finas. A Toyota justifica que a produção de peças usadas apenas em veículos híbridos, como motores, inversores, e baterias, consomem mais energia e portanto resultam em mais emissões no processo de fabricação.

A Toyota afirma que conduziu um estudo na fase de manufatura de materiais em oito série de veículos no ano passado e está usando os resultados para ajudar a redesenhar modelos como o Prius, Lexus RX450h, Lexus HS250h (ambos híbridos), e modelos do mercado japones como a minivan Wish e o Sedan Mark X.

Read more: http://www.autonews.com/apps/pbcs.dll/article?AID=/20101014/OEM/101019912/1186#ixzz12fydDRr5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s