A Fiat ficaria melhor sem a Itália?

Publicado: novembro 3, 2010 em FIAT

É o que diz Sergio Marchionne, CEO da Fiat, que afirma que a Fiat ficaria melhor sem a Italia. Saiba mais.

Durante o programa de televisão italiano “Che Tempo Che Fa”, Marchionne teria afirmado que nem um centavo dos 2 Bilhões de Euro que a Fiat espera lucrar em 2010 virá da Itália, de onde as fábricas de carros de passageiros perdem dinheiro. Marchionne afirmou que a Fiat teria resultados muito melhores se tirasse a Itália do quadro, e também afirmou que a Fiat não pode continuar perdendo dinheiro para sempre.  O CEO da Fiat vem travando batalhas com os sindicatos italianos procurando fazer melhorias em termos de produtividade, o que pode repercurtir no rígido sistema industrial italiano.

Marchionne prometeu investir 20 bilhões de Euros (US$28,83 bilhões) na Itália se conseguir obter maiores flexibilidade trabalhistas nas 5 fábricas de carros da Fiat, que juntas não conseguem ser mais produtivas que a fábrica da Fiat na Polônia. Marchionne planeja fechar a fabrica de Termini Imerese na Sicília, mas ganhou apoio da maioria dos trabalhadores da fábrica de Pomigliano D´Arco próxima a Nápoles, e deve introduzir um marco histórico no contrato de trabalho nacional, apesar que um dos principais sindicatos se opõem aos planos. Se der certo, Pomigliano D´Arco vai produzir o novo Fiat Panda.

Além de buscar maior flexibilidade, Marchionne também procura reduzir o tempo reservado para intervalos de descanso na fábrica de Melfi, em troca de uma compensação financeira. Todas essas propostas fazem parte do chamado projeto Fabbrica Italia, modelo criado por Marchionne para igualar o sistema industrial Italiano com o resto da Europa. Marchionne disse durante a entrevista no programa de TV que o problema não é o tempo para o descanso, mas sim a competitividade.  A proposta da Fiat é dar habilidade para competir com os países vizinhos na Europa, e dar aumento de salários de acordo com a eficiência de cada fábrica. Marchionne está encontrando resistência por parte de Fiom, um dos principais sindicatos de Esquerda. Para o sindicato, a Fiat é Italiana é não tem outra escolha a não ser investir na Itália, e ainda diz  Marchionne fala como se a Fiat fosse uma empresa estrangeira decidindo se vai investir na Itália ou não. O comentário do sindicato veio em reação a declaração de Marchionne (foto abaixo) no programa de televisão.

Anúncios
comentários
  1. […] A Fiat ficaria melhor sem a Itália? […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s