Terremoto: 5 fábricas da Toyota na Europa vão parar

Publicado: abril 13, 2011 em Toyota
Tags:, , ,

Problemas com fornecedores forçam a Toyota a paralisar cinco fábricas na Europa

A Toyota informou que cinco de suas fábricas na Europa irão parar no final de Abril e começo de Maio depois que o terremoto no Japão prejudicou o fornecimento de autopeças. As fábricas também terão que funcionar em ritmo mais lento durante o mês de Maio devido ao fornecimento de peças reduzido. As fábricas afetadas ficam em Burnaston (Inglaterra) que produz o Avensis e Auris, Adaparazi (Turquia) que faz o Verso e Auris, Valenciennes (França), que faz o Yaris, Jelcz-Laskowice (Polônia) que fabrica motores, e Deeside (Wales) que também fabrica motores.

A paralisação está sendo planejada para ocorrer junto com feriados públicos ou feriados escolares para ajudar com o dia de folga de funcionários, informa a Toyota, que também diz que a paralisação é necessária devido a previsão do fornecimento de autopeças. A maioria das peças vem da Europa, mas a cadeia de fornecimento foi prejudicada devido a situação no Japão. Didier Leroy, CEO da Toyota Motor Europe, informou em nota nessa terça feira que ajustando a produção na Europa, a Toyota estaria se adaptando a situação presente e que a entrega de veículos aos consumidores não estaria sendo completamente interrompida. A Toyota ainda não fez nenhuma decisão a respeito da produção depois de Maio.

Além da Toyota, outros fabricantes estão tendo problemas com a cadeia de fornecedores de autopeças devido ao terremoto no Japão. Paul Newton, analista da IHS Global Insight, diz que provavelmente a situação deve piorar antes de melhorar, e que a situação não deve melhorar antes da metade do ano. Os fabricantes de veículos estão procurando por alternativas de fornecedores, mas casos onde é preciso re-engenharia ou adaptações custam caro ou exigem tempo. Dieter Zetsche, CEO da Daimler, disse que durante o encontro anual da empresa nessa quarta feira não está descartado a paralisação devido a problemas com fornecedores. Zetsche disse que a Daimler está trabalhando duro para evitar a paralisação ou minimizar os impactos causados por problemas com fornecedores. A Honda disse na semana passada que iria paralisar a produção no Reino Unido devido a falta de alguns componentes, e que poderia perder mercado devido a migração de clientes para outras marcas. A Ford paralisou a fábrica em Genk (Bélgica) por cinco dias no início de abril para controlar o estoque de peças de fornecedores afetados pelo terremoto no Japão. O grupo PSA/ Peugeot-Citroen reduziu a produção temporariamente no mês passado em algumas fábricas na Europa devido a cortes no fornecimento da Hitachi. Embora a produção tenha sido normalizada, não estão descartadas novas cortes no futuro. A Renault informou que ainda estava analisando a situação, mas nenhuma fábrica tinha sido paralisada até o momento.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s