Saiba quais são as mudanças e preparações dentro de casa necessárias para receber um carro elétrico.

Os carros elétricos já são realidade e revolucionaram o mercado americano, e também  já viraram objeto de desejo para algumas pessoas. Mas antes de mais nada, ser dono de um carro elétrico exige algumas mudanças e preparações nas casas e garagens que deverão ser modificadas para virar pontos de recarga, como informa John Roach, da Switch Yard Media, que também explica em seis passos as preparações que o consumidor americano precisa dentro de sua casa.



1. Verifique o que o carro precisa:

As opções de carros elétricos vem aumentando a cada mês dentro do mercado americano, e por isso a escolha deve ser feita de maneira cuidadosa e de acordo com as necessidades que são diferentes para cada consumidor, como lembra o autor. A escolha correta vai determinar o modelo e as mudanças necessárias em cada casa e garagem. A maioria dos carros elétricos, como o Nissan Leaf e o Tesla Roadster, possuem somente baterias recarregáveis, enquanto que o Chevy Volt é considerado um “veículo de autonomia estendida” e possui baterias e um tanque de gasolina. O Toyota Prius é outros veículos híbridos não necessitam de ponto de recarga, mas a Toyota deve oferecer em breve uma versão do Prius com baterias recarregáveis e maior autonomia em modo de operação elétrico. A escolha do modelo mais apropriado vai resultar em duas situações:

  1. Você pode plugar o seu carro em uma tomada já existente, para carros que mantenham a carga das baterias, ou não necessitem carregar as baterias com muita frequência
  2. Você terá que recarregar as baterias com frequência e vai ser necessário instalar uma estação de carga. Em alguns casos, a instalação de uma estação de carga necessitam ajuda de um técnico especializado para fazer a instalação de um circuito em 240volts.

Tom Saxton, membro-diretor do grupo de veículos elétricos chamado “plug in America”, diz que 78% dos americanos dirigem menos de 40 milhas (64 Km) por dia. Para esses consumidores, a recarga em uma tomada em 120volts pode ser suficiente, e 8horas de recarga garantem uma autonomia de 40 milhas em um Tesla, Volt, ou Leaf.

O Leaf demora 20 horas para deixar as baterias completamente carregadas e pode rodar por 109 milhas (174 K m). O Volt tem autonomia de 379 milhas (606 Km), mas usando as baterias em conjunto com o motor movido a gasolina.

Para os motoristas que percorrem maiores distâncias ou precisam carregar as baterias de uma forma mais rápida, as estações de recarga são mais indicadas. Como as estações funcionam em 240volts e possuem a fiação de maior espessura e menor resistência, as perdas são menores durante a transferência de carga entre as estações e baterias. O preço das estações começam ao redor de US$1000 mas podem cair para US$500 em 2012. No caso do Nissan Leaf, o tempo de recarga também deve diminuir para 7 horas.

Estação para recarga do Nissan Leaf. (Foto: cortesia Nissan Corp. )

2. Espaço livre

Para uma grande parte dos americanos, a garagem é apenas um lugar para guardar todos os tipos de coisas, menos os carros. Bicicletas velhas, cortadores de gramas, ou a decoração de natal ficam dentro das garagens, e os carros passam a noite do lado de fora. A compra de um carro elétrico vai ser uma boa desculpa para fazer uma limpa e organizar o espaço dentro da garagem, ou pelo menos para arrumar um espaço para instalar a estação de carga que possui tamanho de mais ou menos 30cm de largura, altura e profundidade.

3. Encontre o lugar certo

Um técnico pode ajudar a encontrar o lugar mais apropriado para colocar uma estação de recarga e tira duvidas, como a extensão do fio, por exemplo. Um fio mais curto pode ser mais fácil de enrolar e menores as chances de tropeçar, mas um fio mais longo permite uma maior facilidade ao estacionar. Quanto mais perto do quadro geral, menor vai ser a distância de qualquer modificação da fiação que seja necessário.

Foto: cortesia Chevrolet

4. Verifique a tensão

Estações de carga necessitam de um circuito de 40 amperes e tensão de 240volts. Algumas casas já possuem instalações elétricas previstas para ar condicionado, secadoras, lavadoras de louças, ou outros equipamentos. Nesse caso a instalação fica mais fácil, caso contrário é necessário a ajuda de um técnico para determinar a melhor maneira de fazer a instalação, que em alguns casos pode custar algumas centenas de dólares para passar toda a fiação, quebrar paredes, tubulação e outros.

5. Prepare-se para os gastos

A instalação para o Nissan Leaf ou BMW Active E custam por volta de US$2000 através da Aero Vironment, recomendada tanto pela Nissan quanto pela BMW. A GM recomenda a instalação para o Volt através da SPX Service Solutions. Não existe a obrigatoriedade de fazer a instalação através das empresas recomendadas pelos fabricantes e o consumidor pode fazer por contra própria. Existem também outras empresas fabricando estações de recarga que seguem o padrão estabelecido pela SAE – Society of Automotive Engineers, e norma SAE J1772 que determina o tipo de conector e a maneira que a estação de recarga “se comunica” com o carro. O preço de uma estação de recarga genérica começa ao redor de US$1000.

Existe também um projeto com ajuda do governo americano chamado Ecotality para popularizar o carro elétrico e estações de recarga ao redor do país. Participantes selecionados pelo projeto recebem estações de recarga e ajuda de custos de até US$1500 para serem usados na instalação.

foto: cortesia Chevrolet

6. A parte burocrática

Empresas como a AeroVironment e SPX ajudam com a instalação das estações de recarga, mas também ajudam com a parte burocrática com licenças e alvarás de obras. Nos Estados Unidos, cada cidade vai determinar a necessidade ou obrigatoriedade de uma licença para fazer as modificações na rede elétrica das casas. Caso o consumidor opte por fazer a instalação por conta própria, será então necessário se informar e cuidar de toda a parte burocrática. A maioria das cidades não cobram pelas licenças ou alvarás, mas a inspeção é obrigatória e custa entre US$50 a US$200, e podem demorar algumas semanas para serem feitas.

As licenças são necessárias para que os órgãos competentes possam ter conhecimento do aumento de consumo de eletricidade. Uma casa pode não fazer muita diferença, mas se dez casas no mesmo quarteirão começarem a recarregar carros elétricos, talvez seja necessário fazer melhorias no transformador e rede elétrica.

Mais sobre carros elétricos:

Um pouco do Mitsubishi iMieV

 

 

70 Test-drives em um dia!

 

 

Como lidar com acidentes envolvendo carros elétricos

 

 

 

Work Cited:

“6Easy ways to get your garage ready for a plug-in car”. John Roach. Switch Yard Media. July 16, 2011. OnLine.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s