O que comprar com US$600?

Publicado: julho 25, 2011 em Uncategorized

Em busca do carro mais barato dos Estados Unidos. Qual carro comprar?

A média da devolução do imposto de renda no estado Americano de Wisconsin fica por volta de US$600, o que daria para comprar uma TV de tela plana, um iPad, ou até mesmo um carro usado nos Estados Unidos, como conta Abran Sauer no artigo “In Search of America’s Cheapest Car”.  Mas exatamente qual carro daria para comprar com essa quantia? e será que funciona? Se você perguntar em uma loja de carro usados provavelmente alguém vai rir de você. Em uma ocasião, um especialista em carros usados afirmou que não existem carros que custem menos de US$600, e qualquer coisa nessa faixa de preço deve precisar de reparos ou tem problemas.

Mercury Grand Marquis LS 1987 (foto ilustrativa)

Na seção de classificados de um dos jornais locais tinha um único anuncio de um carro com preço abaixo dos US$600. Era um  Mercury Grand Marquis LS 1987 anunciado como tomado pela ferrugem, e inapropriado para dirigir em letras maiúsculas. Naturalmente, a outra opção seria o site de classificados Craigslist, popular nos Estados Unidos e famoso pelos anúncios “honestos” onde os donos algumas vezes apontam as qualidades e defeitos dos seus carros.  A lista com carros com preço abaixo dos US$600 é grande, e em um dos anúncios tinha um Chevy Corsica 500 com folgas nas rolamentos das rodas. Outro tinha um Corolla 1994 que funcionava mas não tinha aceleração. Um Oldsmobile Intrigue 1999 até dava para sair dirigindo, mas o carro precisava de um capo novo, para-choque,  farol esquerdo, e o radiador apresentava vazamento. Tinha até mesmo um conversível por US$450, um Chevy Cavalier por US450. O teto até que funcionava, mas os vidros não.  Depois de filtrar os resultados, sobraram alguns carros mais ‘inteiros’ para fazer um test-drive, e os indicados para a melhor compra abaixo de US600 são:

Ford Probe 1993 ($500 “Firme”)

O problema desse carro começa com o nome, que algumas pessoas associam ao exame feito em uma pessoa raptada por alienígenas, como diz o autor do artigo. Piadas a parte, a Ford uma vez disse que o Probe seria um carro com potencial para substituir o Mustang. O carro não era ruim, e talvez fosse um pouco futurístico demais para os padrões de época, mas infelizmente em 1997 o Probe foi o carro com o pior número de vendas no mercado americano.

O Probe do anúncio já sentia o peso dos anos, e além dos problemas  mecânicos, e do vidro coberto com plástico e fita adesiva, o para-choque traseiro vinha com um adesivo da campanha presidencial de George W. Bush. Esse modelo de 1993 já fazia parte do Probe de segunda geração, baseado em uma plataforma Mazda, mais leve e com maior entre eixos. O carro até tem alguns admiradores no mundo das corridas. O dono disse que tinha comprado o Probe por US$300 para arrumar e dar para o seu filho adolescente correr, mas o garoto acabou desenvolvendo um interesse maior por corrida de cortadores de grama.

Chevrolet Lumina 1990 ($500)

Durante os anos 90 a GM produziu uma grande variedade de Luminas, em versões coupe, sedan, e minivan. Era um carro para as pessoas que precisavam de um carro, e talvez não para as pessoas que gostavam de carro. Ainda hoje, alguém que esteja querendo comprar um carro por US$600 é porque está precisando de um meio de transporte. Esse Lumina pode ser encontrado facilmente no mercado de carros com preço abaixo de mil dólares. O anúncio era bastante curto e direto, dizendo apenas que o carro era da avó, que funcionava direito, mas precisava de amortecedores traseiros novos. O estado geral do carro não era ruim, e aparentemente o carro não tinha nenhum ponto de ferrugem. Mesmo a pintura dava a impressão que o carro era lavado pelo menos uma vez por ano. No interior o cheiro de cigarro não ajudava muito.

1988 Ford Festiva 1988($550)

O autor diz que se sentiu como um ogro dentro de um skate grávido, mas com o dinheiro do imposto de renda daria para comprar esse Festiva e sobrar um troco para duas semanas de gasolina. Era um carro econômico, com médias ao redor dos 17Km/l, e considerando que o preço médio da gasolina está acima de US$3,50 o galão (US$0,93 por litro), o carro pode até ser considerado uma opção econômica.

O Festiva nunca foi considerado um carro ‘luxuoso’, nem mesmo quando era novo. A revista Car and Driver ironicamente descrevia o radio AM/FM com relógio digital integrado como um verdadeiro ‘luxo’ para o modelo. A suspensão acabou ficando ainda mais desconfortável depois de quatro presidentes. Em termos de segurança, o Festiva também nunca foi referência, e em 1988 o modelo recebeu uma das piores classificações do NHTSA.

 

De volta para casa…

Ao volante do Chevrolet Lumina 1990

 

Por íncrivel que pareça, o Probe foi o carro mais seguro de todos os test drives feitos com os carros usados, apesar de não ser a melhor opção. Talvez fosse melhor gastar um pouco e trocar os amortecedores do Lumina, mas o autor ainda estaria preocupado com o espaço do banco traseiro. Se segurança for realmente importante, o Festiva fica em último. Para o autor do artigo, comprar um carro com US$600 foi uma tarefa difícil, e seria melhor esperar um pouco, juntar mais dinheiro e pegar algo melhor. Depois de dirigir todos os carros, nada restou a não ser agradecer e desistir da compra.

 

 

Work Cited: “In Search of America’s cheapest car”. Abram Sauer. Esquire. July 23, 2011. Online. http://editorial.autos.msn.com/article.aspx?cp-documentid=1184614&icid=autos_1887&GT1=22017

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s