Crash Test do Chevy Volt coloca baterias de íon lítio em dúvida

Publicado: novembro 14, 2011 em Carros Elétricos, Chevrolet, GM
Tags:, , ,

Volt pega fogo após crash test. GM diz não acreditar que possa existir riscos, e que testou o Volt por mais de 300mil horas. Baterias de íon lítio podem ser a causa. Saiba mais…

(Bloomberg) — Os órgãos que regulam a segurança de veículos nos Estados Unidos estão de olho nos riscos que as baterias de íon lítio possam oferecer depois que um Chevrolet Volt pegou fogo após um crash test. Os órgãos estão alertando todos os fabricantes que tem planos de vender ou possuem veículos equipados com baterias de íon lítio incluindo a General Motors, Nissan, e Ford. O Volt pegou fogo dentro do estacionamento da NHTSA – National Highway Traffic Safety Administration três semanas depois de um crash test. A causa do incêndio ainda está sob investigação, e não foram divulgados mais detalhes.

Jim Federico, Engenheiro Chefe da GM para carros elétricos, afirmou que o Chevy Volt é um carro seguro, e que a GM está trabalhando em conjunto com a NHTSA nas investigações. Baseado em dados já disponíveis, a NHTSA informou que o Volt não oferece riscos maiores do que carros movidos a gasolina. O incêndio do Volt foi suficiente para causar danos em veículos estacionados próximos ao Volt, afirma a NHTSA, e que as primeiras investigações apontaram a bateria como causa do incêndio.  Um time da NTHSA também foi enviado para Mooresville, North Carolina para investigar outro incêndio envolvendo um Volt dentro de uma garagem residencial onde um Volt estava sendo recarregado. As investigações desse incêndio ainda não foram concluídas.

Depois do incêndio em Junho passado, tanto a GM quanto a NHTSA realizaram outros crash test com o Volt e não foram conseguiram repetir o problema. A GM informa que possui protocolos informando como lidar com a bateria do Volt após um acidente, e se estes protocolos tivessem sido seguidos, o Volt não teria se incendiado. O Chevy Volt e o Nissan Leaf começaram a ser vendidos no final de 2010, e até o presente momento 5 mil Volts e 8mil Leaf foram vendidos. Katherine Zachary disse que a Nissan não tem conhecimento de nenhum caso de incêndio envolvendo as baterias do Leaf.

Os fabricantes projetaram os carros elétricos equipados com baterias de íon lítio para aguentar impactos fortes devido ao fato de que os elementos das baterias são inflamáveis, de acordo com Sandy Munro, presidente de Munro e Associados, uma firma de consultoria de engenharia em Troy, Michigan.

A NHTSA testou o Leaf e o Volt que receberam a classificação máxima. Em abril passado os dois modelos receberam a classificação “good” do Institute for Highway Safety. Na simulação de impacto lateral, um teste novo nos Estados Unidos para modelos 2011, um pedaço de metal perfurou a bateria.

As investigações vem em um momento em que os fabricantes planejam expandir a oferta de veículos híbridos recarregáveis equipados com baterias de íon lítio, além dos modelos já presentes no mercado como o Nissan Leaf e Chevy Volt lançados como modelos 2011. O Toyota Prius, o híbrido mais vendido do planeta, usa bateria de níquel, mas a nova versão do Prius Plug-in (recarregável) e a versão elétrica do RAV4 irão usar as baterias de íon lítio.  A grande preocupação da NHTSA é com o time de resgate, reboques, e depósitos que poderão armazenar carros acidentados. Greg Martin, porta voz da GM, diz que a empresa não acredita que o Volt possa oferecer riscos aos motoristas, e que a GM testou o Volt por mais de 300mil horas.

O presidente americano Barack Obama estabeleceu a meta de 1 milhão de veículos nas ruas até 2015, e a Nissan está entre as montadoras que receberam ajuda financeira do Departamento de Energia dos Estados Unidos e Banco Europeu de Investimento para desenvolver o Leaf com baterias de íon de lítio.  Em janeiro passado a GM retirou o pedido de empréstimo do governo americano no valor de US$14,4 bilhões .  As baterias do Volt são fabricadas pela empresa sul coreana LG Chem Ltd..

Work Cited: “Chevy Volt fire prompts U.S. safety probe of lithium ion batteries”. Lindsay Chappell and David Phillips. Automotive News. Nov 11, 2011.  http://www.autonews.com/apps/pbcs.dll/article?AID=/20111111/RETAIL05/111119978/1493#ixzz1deLNzecu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s