boss568

(foto Revista Quatro Rodas)

Inaugurando a serie “Matéria Dada?” , a Revista Quatro Rodas da uma “ajudazinha” para tentar salvar o carrinho porcaria UP do fracasso de vendas. Saiba porque?

Péricles Malheiros, autor da reportagem “Desmonte do VW Up!”, publicado no site da Revista Quatro Rodas em 19 de Novembro de 2015 (clique aqui), até tenta salvar o carrinho porcaria da VW do fracasso. Não faltaram elogios tendenciosos, e até mesmo um certo protecionismo. Mas o pior mesmo foi a maneira como o teste foi conduzido, comprometendo a reputação e propósito de um teste de longa duração.

De início Malheiros lembra do fracasso de vendas do carrinho, mas tenta justificar dizendo que era apenas no início, e que agora o carrinho estaria vendendo bem:

“O Up! patinou na largada: caro demais na época de seu lançamento, no início de 2014, acabou servindo de escada para o Fox. O consumidor ia até uma concessionária Volks e fazia o test-drive no Up!. Voltava para a concessionária e fechava a compra de um Fox, velho conhecido e, principalmente, maior. Nem as 5 estrelas do Up! no teste de impacto conseguiam convencer a clientela a investir na novidade, menor e mais cara que a concorrência. Depois de mexer nos preços e na configuração do conteúdo das versões, o Up!, enfim, começou a ser visto com maior frequência nas ruas” (Malheiros, Revista Quatro Rodas)

Na verdade, o carrinho porcaria Up continua caro, e continua um fracasso de vendas. Não adianta tentar empurrar. Fatos são fatos, e de acordo com a Fenabrave, o carrinho ainda patina nas vendas. Em 2014, o carrinho fechou o ano em décimo quarto, enquanto que o velho e obsoleto gol terminou em segundo.  Em 2015 as coisas ficaram ainda pior para a trapaceira VW, e até o acumulado em Outubro o carrinho porcaria UP continuava patinando na decima quarta posição enquanto que o velho, obsoleto, e destronado vw gol despencou para a sexta posição.Isso mesmo depois de adicionar o UP TSi, e o cross UP.  Um verdadeiro tiro no pé da própria VW. Um verdadeiro desastre!

Ah sim, Malheiros tinha que dar aquela ajudazinha com o papo de 5 estrelas no teste de impacto, patrocinado pela própria vw , diga-se de passagem. Vindo de uma empresa envolvida em um dos maiores escândalos automotivos dos últimos anos, é de ficar com um pé atras. O teste de impacto do Up vai ser abordado no Blog em breve, para maiores esclarecimentos.

A ajudazinha continua, e Malheiros diz:

“Motor três-cilindros, central de mídia inédita, carroceria com materiais de construção típica de modelos mais caros e a missão de  se enfiar no meio de Gol e Fox. O Up! era uma compra praticamente obrigatória para o Longa Duração.”  (Malheiros, Revista Quatro Rodas)

Realmente depois do fiasco e escândalo dos mais de 400 mil motores batendo e fundindo de Gol, Voyage, e Fox, o consumidor deveria ficar com muito medo de mais um motor problemático da trapaceira vw. Engraçado Malheiros falar de compra “obrigatória” enquanto que a Revista Quatro Rodas nunca explicou porque o problemático Gol G5 nunca foi testado, ainda mais se considerarmos que a quinta geração do gol foi uma das mais modificadas e polêmicas devido a tantos problemas. A impressão que passa é que a revista não queria expor os problemas do gol, ou que o carro era tão ruim, que nem mesmo a revista queria arriscar aquilo que todos já sabiam. O gol G5 sim era uma compra “obrigatória”. Alem do mais, ao invés de ficar elogiando porque Malheiros não falou do péssimo acabamento, portas com lataria a mostra, e falta de saídas de ar central no painel? Aos invés de rasgar elogios forcados, porque não informar o leitor?

Mas e quanto ao teste?

No minimo vergonhoso! Segundo a Revista Quatro Rodas, o carrinho porcaria UP percorreu 70,7% do teste em uso rodoviário e apenas 29,3% em uso urbano!  Para um carro tipicamento urbano, esses números são bastante equivocados.  Fizeram o teste da “Dona de Casa”? Para quem não se lembra, o teste da Dona de Casa foi a desculpa da trapaceira VW para explicar o problema do óleo e dos 400 mil motores com problemas de fox, gol, e voyage. A trapaceira VW dizia que a Dona de Casa usava o carro em uso urbano e distancias curtas, justamente o contrario desse teste de longa duração, praticamente uso rodoviário, e pelo jeito em estradas boas apenas para poupar o carrinho porcaria.

Problemas?  Sim, apesar de pouparem o carrinho, houveram sim problemas. Poucos, e nenhum deles realmente grave, mas se o carrinho tivesse sido usado de forma urbana e estradas ruins tipicamente brasileiras seria diferente, com certeza. O carrinho começou cedo com problemas, e com menos de 200 km o esguicho de água do vidro traseiro deixava água escorrer. Aos 700 km o vidro dianteiro esquerdo se movimentava com dificuldade.

Alguns problemas foram um pouco mais complicados, e no final do teste a direção ficou pesada e o carro apresentava barulhos na parte dianteira. O amortecedor dianteiro direito teve seu batente superior rompido. O trabalho forçado ainda prejudicou o rolamento, que apresentou uma folga excessiva no desmonte. Uma pedra ficou alojada no coxim e deixava o motor trepidar. Em vez de elogios a revista poderia ter esclarecido o problema para os seus leitores. Teria sido muito mais informativo. O mesmo a respeito da central multimídia, tão elogiada no inicio por Malheiros, e que não funcionou durante quase todo o teste, mas mesmo assim a revista disse que esse foi o melhor carro 1.0 testado.

Comparado a outros carros testados pela própria Revista Quatro Rodas, o carrinho UP não mostrou superioridade. Toyota Etios ou o Hyundai HB20 apresentaram menos problemas sérios, e não foram tao elogiados. Então fica a pergunta:

Matéria Dada?

veja também:

Teste Longa Duração Toyota Etios

http://quatrorodas.abril.com.br/blogs/longaduracao/2014/07/14/desmonte/

 

Teste Longa Duração Hyundai HB20

http://quatrorodas.abril.com.br/blogs/longaduracao/2013/12/09/desmonte-hyundai-hb20-longaduracao/

 

Teste Longa Duração Novo Uno

http://quatrorodas.abril.com.br/blogs/longaduracao/2012/01/20/desmonte-do-fiat-uno/

 

Work Cited: “Desmonte do VW Up!”. Pericle Malheiros. Revista Quatro Rodas. November 19, 2015. Online.  http://quatrorodas.abril.com.br/blogs/longaduracao/2015/11/19/desmonte-do-volkswagen-up/

 

 

 

Anúncios
comentários
  1. Antonio disse:

    Sei que a VW é campeão em haters, mas um site feito por um eu não conhecia. Ainda bem que está às moscas, quem leva hater a sério?

  2. Andre disse:

    Não confio nos testes da QR. É evidente que é tendencioso. É muito fácil obter resultados. Só abastecer com um combustível melhorzinho que o motor passa. Quer detonar o motor? Vai abastecendo nesses postos de beira de estrada. A VW deve ser a montadora que mais gasta em publicidade, mesmo assim, o gol já caiu para a sexta colocação. Para um carro que vendia cerca de 30 mil por mês, hoje vende traço. Já ouviram falar daquele carro que tinha muito mais potência qe a declarada pela fábrica. Pois é, parece que andaram mexendo nos níveis de emissão de poluentes. O pior é que existe uma seita de adoradores da VW que parece um traço genético transmitido de pais para filhos. Entopem os blogs sobre carros sempre tentando, por quaisquer meios, desqualifiar os concorrentes.

  3. Ricardo Fernando disse:

    Realmente, só pessoas que não tem auto crítica não percebem que a 4 patas em tudo quanto é comparativos a vw sempre são a frente, lembro quando testaram o gol, o carro fazia 6km por litro e no final da matéria indicaram, o ka 2015 se saiu muito melhor nos testes, rodou mais kilometros no uso urbano, e não vi rasgarem elogios.
    Acho muito contraditório elogiaram uma central que vive mais travada que em funcionamento, é evidente que é matéria dada.
    Mais brasileiros são burros, gostam de comprar lixos de carros para mostrar para vizinhos.
    Ka chegou com embreagem que aguentava mais 60.000km, freios originais praticamente novos no final do teste, o up deixo a desejar nisso e ainda foi elogios, piada mesmo.

  4. Gustavo disse:

    Falou falou como se o up fosse o único carro do mundo que apresenta problemas. Vão se fuder.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s